Melhor que um jogo de final de campeonato, só dois: um de ida e um de volta

Imagem de Centauro.com.br

Por Maria Júlia Souza

Antes de começar escrever pensei muito sobre como poderia fazer isso sem ferir os sentimentos de alguns torcedores. Diferente das equipes pelas quais vocês torcem, não pretendo magoa-los, as mais sinceras desculpas. Porém, a zoeira não pode parar e caiu na rede é peixe. Infelizmente não dá para fazer trocadilho com o Santos porque esse já foi eliminado há algum tempo. Então vamos começar pelo Goianão da massa.

Em Goiânia o primeiro jogo da final foi com o clássico entre Vila e Goiás. Graças ao poder celestial hoje é feriado, porque os vilanovenses não conseguiram enfrentar a vida social depois do que aconteceu no Serra Dourada. O Goiás simplesmente fez 3×0 de maneira tão inexplicável como quem briga por conta de jogador com time adversário. Depois do confronto, especialistas já afirmam que os torcedores do time da vila famosa desenvolveram uma síndrome chamada classicofobia que é a aversão a clássicos. O Ibama já encontra-se em Goiânia para estudar o curioso caso do tigre com medo de periquito.

Não foi só no Goianão que teve jogo com o placar de 3×0. Pela final do Campeonato Paulista, o Corinthians venceu a Ponte Preta e o coletivo do maior do Brasil, sem ser clubista, deu orgulho. A linha de defesa do timão está mais bem estruturada do que minha vida acadêmica/profissional, o que não é muito difícil. A dúvida fica por conta do último jogo da final que será na Arena Corinthians. O que será mais difícil, o timão vencer em casa ou a Ponte Preta vencer por três gols de diferença?

Em tempos de crise do judiciário no Brasil, a “justiça” sofre mais um abalo. O STJD perdeu para Mídia por 1×0. Falando de forma mais erudita, o Fla-Flu terminou em 1×0 para o Fla. Após o confronto, concluiu-se que Renato Chaves é o novo David Luiz. Em entrevista, Everton, que fez o gol da vitória, celebrou o resultado. “Agora é saber aproveitar, jogaremos em casa e com vantagem”, disse o jogador. Após a entrevista, juízes, torcedores, equipes televisivas e radiofônicas estão tentando descobrir qual a casa do Flamengo para estarem presentes no próximo confronto. “Qual a casa do Flamengo?” é a nova pergunta do show do milhão.

No Campeonato Gaúcho, Internacional e Novo Hamburgo protagonizaram um jogo extremamente mais disputado do que se fosse um Grenal. A partida terminou em 2×2. E o Inter tem um pequeno problema para a próxima partida, o terceiro goleiro, Keiller, que substituía o segundo goleiro lesionado e o primeiro lesionado, também se lesionou. Boatos que para a próxima partida o colorado colocará o gandula para defender as redes.

Tentei falar sobre a Libertadores, leiam com a musiquinha na cabeça, mas fiquei com medo de apanhar também. Dessa forma, só queria ressaltar que a minha Libertadores está viva. Apesar da lamentável pancadaria, dentro e fora de campo, o confronto entre Palmeiras e Peñarol foi eletrizante, principalmente no segundo tempo. O alviverde paulista entrou na segunda etapa perdendo por dois a zero, mas conseguiu virar a partida para 3×2 e saiu com a vitória fora de casa.

Anúncios

4 comentários em “Melhor que um jogo de final de campeonato, só dois: um de ida e um de volta

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: